Amendoim-Anvisa interdita lotes com presença de aflatoxina

|

Alguns lotes do produtos foram proibidos de serem comercializados no Brasil por estarem contaminados com um fungo que pode causar diverso problemas de saúde.


Eu quando vou tomar banho sempre gosto de deixar o rádio ligado para ouvir um som, mas um dias desses,bem no horário que eu fui me banhar estava rolando a famosa “Voz do Brasil”, mas mesmo assim deixei ligado para ouvir as notícias de Brasília.

E uma notícia me chamou a atenção e por isso resolvi postar aqui, afinal este blog também serve de utilidade pública, e a notícia esta relacionado com um alimento muito popular entre os brasileiros que é o amendoim, e segundo a Anvisa(Agência Nacional de Vigilância Sanitária), alguns lotes de marcas que comercializam este produtos, foram interditadas devido a presença do fungo aflatoxina.

O que são Aflatoxina:

As aflatoxinas são um grupo de microtoxinas produzidas por determinadas espécies do fungo Aspergillus. Esse fungo pode ser encontrado nas culturas de amendoim, milho, sorgo, cevada, arroz, castanha e cereais em geral.

A ingestão de aflatoxinas pode causar problemas como cirrose hepática, necrose aguda, entre outros.Os limites admissíveis desta substância no amendoim são estabelecidos pela RDC 274/2002 da Anvisa.

Ainda segundo o site da Anvisa a interdição cautelar de dois lotes de amendoim das marcas De Rocinha e Moinho Brasília. A decisão da Agência está fundamentada em laudos da Fundação Ezequiel Dias (Funed), que detectou a presença de teores de aflatoxinas superiores aos permitidos pela legislação sanitária, no produto.

Os lotes de amendoim interditados não podem ser comercializados e nem devem estar acessíveis à população nos pontos de venda. Conforme procedimentos normativos, os lotes ficarão interditados por até 90 dias.

Bem amigos leitores e consumidores de amendoim, esta notícia é realmente importante e é sempre fundamental verificar as informações sobre o lote e o prazo de validade de qualquer alimento que adquirimos nos supermercados.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *