Arrastões em restaurantes em São Paulo

|

Arrastões e assaltos tornam-se rotina na capital paulista e afastam clientes cada vez mais dos estabelecimentos.


Já esta virando rotina ouvir, ler e assistir notícias a respeito de arrastões em São Paulo que estão acontecendo com grandes frequências em restaurantes de diversos bairros da capital paulista.

E para fugir dessa violência, diversos clientes estão mudando seus hábitos e no lugar de sair com a família para comer fora, estão fazendo pedidos para comer em casa, e assim não correrem o risco de serem assaltados ou até mesmo de perderem a vida em um desses assaltos em restaurantes, popularmente chamados de arrastões.

E mais uma vez o cidadão de bem, que paga seus impostos se vê preso em suas próprias casas para assim, tentar, afinal nem mesmo dentro de nossas casas estamos seguro atualmente, se proteger e não ser mais um número nas estatísticas da violência.

E os arrastões em restaurantes ainda trazem um outro grande desafio, para autoridades e proprietários, que é como se proteger?

Afinal nos restaurantes não é possível colocar portas giratórias com detectores de metais assim como nos bancos, bem, ao menos essa alternativa ainda parece distante, mas se os índices desse tipo de ação continuarem a subir, não duvido que em breve teremos restaurantes com seguranças armados e portas giratórias com detectores de metais.

Outra alternativa, seria um policialmente maior e mais ostensivo nas ruas e em todos os bairros, pois com mais policiais nas ruas mais rapidamente poderiam chegar ao local e assim tentar prender os delinquentes.

Enquanto nenhuma mudança mais radical acontece, o cidadão como comentado no inicio desse artigo é o que mais acaba sendo punido, perdendo sua liberdade de ir e vir devido ao medo da violência.

E você amigo(a) leitor(a), o que tem a dizer a respeito dessa grande onda de assaltos em restaurantes em São Paulo, e na sua opinião qual seria a melhor alternativa para diminuir e até mesmo acabar esse tipo de crime que tem crescido bastante nos últimos meses em São Paulo e também em outras grandes cidade brasileiras.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *