Caixa Preta-Gravações e conversa de acidentes aereos

Uma peça fundamental para o esclarecimento de acidentes aéreos é a recuperação do audio e dos dados das caixas pretas.

A caixa preta (ou caixa-negra) é nome popular de um sistema de registro de voz e dados existente nos aviões (e mais recentemente nas locomotivas dos Estados Unidos da América e Europa). O som ambiente das cabinas de comando e do sistema de áudio são gravados pelo “Gravador de Voz”, ou CVR (de Cockpit Voice Recorder), e os dados de performance como velocidade, aceleração, altitude e ajustes de potência, entre tantos outros, é gravado em outro equipamento conhecido como “Gravador de Dados”, ou FDR (de Flight Data Recorder). São, portanto, dois equipamentos distintos e independentes, mas ambos com uma inscrição eletrônica de tempo, que é fundamental para colimar ou superpor os eventos de voz com os eventos de performance.

São colocadas normalmente na cauda do avião e feitas de materiais muito resistentes, como aço inoxidável e titânio, capazes de suportar uma aceleração de 33 km/s², um impacto de 3.400G (1G= força de gravidade da Terra), temperaturas de até 1.100º C por uma hora, e pressão aquática em profundidades de até 6.000 m, de forma a permitir que em caso de acidente se consigam recuperar os registros e investigar as causas do acidente.
caixa_preta.jpg
A incorporação destes sistemas nos aviões permitiu a melhoria da segurança nas viagens aéreas, já que foi possível assim detectar falhas que anteriormente davam origem a acidentes graves cuja causa não era possível ou muito difícil de determinar. Nos anos 50 era freqüente o acréscimo de novos equipamentos às aeronaves, e os pilotos Estadunidenses costumavam apelidá-los de caixas-pretas (another “black box” installed in our plane). E, de fato, os primeiros registradores de voz de cabina eram realmente pretos como todos os demais aviônicos. Logo se percebeu que, após um acidente, era bem mais fácil encontrar o equipamento entre os destroços se ele possuísse uma cor destacada. Hoje, eles geralmente apresentam uma cor laranja ou vermelho vivo, e têm um transmissor para facilitar o trabalho das equipes de resgate.
By wikipedia

Segue simulação realizada com as caixas pretas após alguns acidentes aereos ocorridos no Brasil, entre ele podemos destacar o trágico acidente com o Foker 100 da TAM.

Gravação e simulação da caixa preta do EMBRAER 145 SBCT:



Navegue:
8 Comentários

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *