Capa-Manto da invisibilidade como ficar invisível

|

Da ficção e das telas dos cinemas para o mundo real, a capa que tornava o personagem Harry Potter invisível pode em breve estar em nosso dia a dia.


Quando criança, adorava assistir desenhos animados como pica-pau, tom e jerry, super amigos entre outros, e era comum nestes desenhos aparecer alguém com um tinta que quando utilizada deixava a pessoa invisível ou então com uma capa ou manto da invisibilidade.

Histórias essas que faziam sua imaginação viajar, e até mesmo sonhar em ser ou ficar invisível.

O legal é que cientistas estão estudando e desenvolvendo um manto da invisibilidade, e não duvido que a médio/longo prazo não consigam deixar objetos grandes invisíveis ao olho humano.

Agora você deve se perguntar, como funcionaria esta capa da invisibilidade?

Bem, pelo que eu li a respeito do assunto, o desafio dos cientistas é fazer com que a luz “bata” sobre essa capa e seja refletida atrás, sendo possível assim visualizar o que estaria atrás de você por exemplo, tornando você desta maneira invisível, em resumo é fazer com que a luz percorra todo o objeto até atingir o outro lado, assim como a água faz.

Pois o que torna os objetos visíveis ou invisíveis é a luz, por exemplo em um quarto escuro sem nenhum luz, você acaba se tornando invisível aos olhos de uma outra pessoa, viu só como querendo ou não você já deve ter ficado invisível!

Notícias sobre a invenção da capa da invisibilidade

Para quem é fã do Harry Potter e sonha em um dia ficar invisível, vale a pena conferir essas reportagens e matérias nos link’s a seguir, que trazem diversas informações e curiosidade sobre o assunto.

Nesta matéria aqui, pública no G1, é comentada com vídeos e fotos os experimentos realizados por pesquisadores e cientistas da Universidade de Dallas nos EUA que utilizam a nanotecnologia e nanotubos de carbonos para criar miragens e assim tornar o objeto invisível.

– Já neste artigo do “como as coisas funcionam”, trás um artigo bem completo com diversas informações sobre o assunto, inclusive trazendo comentários a respeito de possíveis aplicações no mundo real para tal técnica, que diga-se de passagem seriam muitas e poderiam ajudar muitas pessoas e profissionais.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *