Crianças poderão ter gênero indefinido na Alemanha

|

Além dos gêneros “masculino”, “feminino”, crianças cujo diagnóstico médico apontar para hermafroditismo pais terão opção de “indefinido”.


Lei que foi aprovada em maio desse ano na Alemanha e entra em vigor no dia primeiro de novembro, trás uma nova opção de gênero para registro, para pais cujos filhos sejam hermafroditas(bebês que acabam nascendo fisicamente com os dois sexos).

Agora na Alemanha, com essa nova lei, permite que a criança quando adulta possa vir a escolher o seu gênero, ou seja, se prefere ser definido como homem ou mulher, ou até mesmo trás a possibilidade da pessoa seguir como gênero indefinido.

Apesar da nova lei de gênero indefinido entrar em vigor agora em novembro, ainda existem diversos pontos a serem esclarecidos, como por exemplo em documentos como passaporte, onde é especificado F para “feminino” e M para “masculino”, em países que possuem lei semelhante como no caso da Austrália, pessoas de gênero indefinido utilizam a letra “X” no passaporte.

Além da questão de documentos, outros pontos ainda ficaram pendentes na Alemanha a cerca do assunto, entre os quais a questão do casamento, que atualmente a legislação alemã permite somente entre homens e mulheres.

Outro detalhe importante fica a respeito de uma eventual prisão de uma pessoa cujo gênero seja indefinido, para onde ela sera encaminhada, para um presídio masculino ou feminino ?

Segundo reportagem publicada no G1, Richad Köhler, do Transgender Europe comentou que a nova lei é uma mudança lógica, mas não tão progressista quanto eles esperavam que fosse, uma vez que a entidade gostaria que as pessoas hermafroditas, possam deixar a opção de gênero em branco, sem a necessidade de declarar-se como “indefinido”.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *