Cuidados-Mudança de peso nos produtos do supermercado

|

Aos realizar as compras é importante estar atento não somente aos preços mais também nos pesos do produtos que mudam com muita frequencia.


A pouco assisti uma reportagem, comentando sobre a importância do consumidor estar sempre atendo no momento das suas compras no supermercado, e a atenção não esta somente na questão do prazo de validade ou então das calorias que o produto possui, mas também no peso dos produtos, pois muitos fabricantes estão reduzindo o peso dos produtos, para não aumentar os seus preços.

E por lei os fabricantes devem informar na embalagem esta redução de peso, no entanto muitos fabricantes não trazem essa informação de forma clara, o que pode confundir o consumidor, que corre o risco de estar pagando mais e levando menos produto para casa.

E os exemplos de onde essa mudança de peso acontecem são inúmeros, por isso é importante o consumir fazer sempre as contas do peso e do valor que esta sendo pago, pois em muitos casos ale apena pagar alguns centavos a mais por outra marca e levar mais produto para casa.

E com essa “jogada” dos fabricantes, mas uma vez os consumidores são os maiores prejudicados, que devem estar sempre atentos para não acabar sendo enganados, com essa diminuição de peso nos produtos.

Acredito que seria interessante ter uma lei que padronizasse os pesos dos produtos, ou seja, cada fabricante deveria seguir padrões de pesos, e não poderia fabricar produtos com pesos diferentes dos estabelecidos por lei.

Por exemplo os chocolates, é possível encontrar no mercado inúmeras marcas com inúmeros pesos, como 200 gramas, 185 gramas, 172 gramas, 154 gramas, enfim, pesos todos quebrados que se o consumidor não estiver atento acaba pagando mais e levando menos, seria muito mais interessante para o consumidor chegar no mercado sabendo que iria encontrar barras de chocolates com pesos padrões como 25 gramas, 50 gramas, 150 gramas, 200 gramas, e assim por diante, e não pesos totalmente “quebrados” que na minha opinião visão confundir a cabeça dos consumidores.

E este exemplo vale também para outros produtos, como biscoitos, macarrão, sucos, etc.

Acredito que esteja na hora das autoridades começarem a observar esse problema com mais atenção, pois mais uma vez o consumidor acaba pagando essa conta.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *