De onde vem os nossos sonhos

|

Nem sempre lembramos do que sonhamos na noite passada algumas vezes temos sonhos maravilhosos e em alguns casos até mesmo pesadelos.


Esse é um questionamento que muitas pessoas fazem, algumas até mesmo acreditam que os sonhos podem ser sinais de algo que pode vir a acontecer e buscam significado para eles, e acreditam que sonham com certas coisas pode significar sorte ou até mesmo azar.

Mas já parou para pensar e refletir a respeito de sua última noite de sono e quais foram os seus sonhos ?

Se você perceber são poucos os dias que você acorda e lembra claramente do que sonhou, geralmente temos que nos concentrar para “captar” pequenos flash do que sonhamos, geralmente os sonhos mais marcantes ou os pesadelos são lembrados com muito mais facilidade.

Mas neste artigo não vamos discutir a respeito de lembrar ou não o que sonhamos, mas sim tentar trazer uma explicação a respeito do que sonhamos e porque sonhamos certas coisas.

E apesar de não ser nenhum especialista, é fácil de concluir que os fatos que acontecem com nossos sonhos ou até mesmo pesadelos esta relacionado diretamente com nosso subconsciente, com fatos que aconteceram durante nosso dia e que acabaram ficando armazenados em nosso cérebro e que acabaram sendo processados durante o sono.

E para confirmar isso, tente lembrar do que você sonhou, e depois faça uma analise do que aconteceu no dia anterior que com certeza você irá encontrar e ligar fatos que aconteceram durante o seu dia diretamente com seus sonhos ou até mesmo pesadelos.

Por isso se você deseja buscar significados ou tentar interpretar um sonho o melhor a fazer é refletir e fazer uma breve retrospectiva a respeito do seu dia anterior que tenho quase certeza que você irá encontrar as respostas que procura.

E para quem esta duvidando basta fazer um teste na próxima vez que acordar logo pela manhã e seguir o que comentei.

E para quem deseja saber mais sobre o assunto vale a pena ler o artigo sobre o Sonho na Wikipédia que trás uma abordagem mais acadêmica e cientifica sobre o assunto, mas não foge muito do que escrevi aqui de forma mais simplista.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *