Dinheiro manchado de rosa ou vermelho

|

Após a onda de explosões em caixa eletrônico, tome cuidado ao receber dinheiro, pois caso ele esteja manchado, a nota pode ter sido roubada de um caixa.


Este artigo é de utilidade pública, por isso leia com atenção, e divulgue a todas as pessoas que você conhece, pois como sabemos, nas últimas semanas a onda de assalto a caixas eletrônico esta grande, e uma maneira encontrada pelos bandidos para roubar os caixas eletrônicos é usar explosivos.

E para tentar se defender as agencias bancarias estão usando uma nova tática para tentar coibir esse tipo de ação em seus caixas eletrônicos, que é manchar as notas de dinheiro com tinta rosa avermelhada, e com isso saber que tal nota foi obtida de forma irregular ou seja, roubada de um caixa eletrônico.

Abaixo segue exemplo de notas manchadas de rosa:
dinheiro manchado de rosa

E sobre essas notas manchadas, o Banco Central divulgou uma nota hoje, informando que essas notas deixam de ter validade, não podendo mais ser utilizadas como meio de pagamento.

O que fazer se eu receber um nota manchada de rosa?

A recomendação do Banco Central, é que a população não aceite notas suspeitas de terem sido danificadas por dispositivo antifurto, ou seja manchadas de rosa como na imagem a cima, afinal essa ação tem como objetivo reduzir os casos de furtos e roubos a caixas eletrônicos, uma vez que dificultando a circulação destas notas irá desestimular as ações criminosas.

Ou seja, o melhor a fazer é não aceitar o dinheiro manchado, para não correr o risco de acabar ficando com o prejuízo, mas caso você esteja de posse de alguma nota de dinheiro manchado suspeita, você deve encaminhar esta nota até a agência bancária mais próxima, que irá então remeter essa nota ao Banco Central para análise, e caso seja comprovada que a nota realmente foi manchada pelo dispositivo antifurto, a agência ira informar ao portador da mesma que trata-se de uma nota roubada de caixa eletrônicos, caso contrário o cidadão será reembolsado.

Caso queira saber mais sobre o assunto, recomendo acessar o site do BC.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *