Fantástico-Médicos e dentistas acusados receber salários e não trabalhar

|

Infelizmente a corrupção está presente em todos os lugares no Fantástico deste domingo será exibido reportagem onde médicos e dentistas recebem sem trabalhar.


Acabei de assistir a chamada para o Fantástico deste domingo dia 19 de junho de 2011, e uma das reportagens que será exibida, que me chamou a atenção é a de médico e dentistas que são acusados de receber salários e não trabalharem, a chamada para a reportagem não deu maiores detalhes a respeito de como foi a investigação e como funcionava o esquema.

Mas de qualquer forma, são notícias como estas que revoltam a todos, pois é o dinheiro público que é pago a profissionais irresponsáveis que acabam prejudicando principalmente as pessoas de mais baixa renda que não possuem condições de ter um plano de saúde ou de pagar uma consulta particular.

No entanto não podemos generalizar, pois com certeza são alguns poucos profissionais que agem desta forma completamente anti ética, porém ao meu ver devem ser punidos de forma exemplar, uma vez que com a falta de atendimento deles, inúmeras pessoas podem ter sofrido horas de espera em filas de hospitais e consultórios ou até mesmo em casos mais graves falecidos a espera de atendimento.

Vou tentar assistir a matéria completa no Fantástico, para então voltar a comentar sobre o assunto aqui.

E você amigo leitor, o que acha desta acusação de que médicos e dentistas estejam recebendo salários, porém não estão aparecendo para trabalhar e atender nos hospitais?

Médicos brigam na sala de parto

Estava assistindo o Jornal Nacional, e uma notícia me chamou a atenção, que foi a briga de dois médicos na sala do parto em Mato Grosso.

Confesso que uma notícia como essa de que dois profissionais médicos acabaram brigando para saber quem iria fazer o parte da paciente é um absurdo.

Na minha opinião esses dois médicos, caso seja comprovado que a morte da criança seja devido ao mal atendimento e a briga que aconteceu/desentendimento, devem ser duramente punidos pelo conselho regional de medicina.

Afinal trabalhar com a saúde e a vida das pessoas não admitem certos erros, muito menos possíveis discussões em uma sala de parto.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *