Jeitinho brasileiro

|

É comum as pessoas cobrarem e reclamarem da classe política, no entanto no dia a dia muitas pessoas usam e abusam do famoso “jeitinho brasileiro”.


Dias atrás fui fazer uma consulta de rotina em um determinado hospital, e enquanto aguardava para ser atendido na recepção, observei a chegada de uma jovem senhora, deveria ter seus 40 anos de idade, se aproximou das atendentes e perguntou se poderia agendar uma consulta médica utilizando o plano de saúde de outra pessoa.

Imediatamente a atendente comentou que isso não era possível, a mulher insistiu mais uma vez sobre a possibilidade, e novamente a atendente comentou que não poderia fazer nada uma vez que somente o titular do plano pode utilizar o benefício.

Por fim a jovem senhora saiu visivelmente chateada por não conseguir o atendimento utilizando o plano de saúde de outra pessoa.

Ao observar essa cena conclui que realmente nosso país tem muito que mudar para quem sabe um dia chegar a ser um país de primeiro mundo, pois são situações como essa que podemos constatar que muitas pessoas, independente da situação econômica, tentam utilizar o famoso “jeitinho brasileiro”, para assim tentar tirar algum tipo de proveito.

Como vemos a corrupção esta enraizada em nossa sociedade, seja no simples ato de furar uma fila, de pagar um “gorjeta” a um guarda para evitar uma multa maior, e em tantas outras situações, como essa de tentar utilizar o plano de saúde de um terceiro, e na cabeça de muitas pessoas esse tipo de atitude é normal, que faz parte do dia a dia.

Quem sabe seja por isso que exista tanta corrupção entre os políticos brasileiros, pois ao chegarem ao poder acabam levando com eles esses hábitos e “manias”, no entanto quando a corrupção acontece nas esferas da administração pública os estragos são gigantes, principalmente nos setores mais básicos como educação, saúde, segurança e transporte.

E você amigo(a) leitor(a), o que acha do jeitinho brasileiro?



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *