Motivos para não ativar placa de video offboard para todos os programas no notebook

|



O funcionamento da placa de vídeo dedica em notebook é um pouco diferente das placas offboard dos pc’s e isso acaba gerando muita confusão e dúvidas na cabeça dos usuários.


Cada vez mais encontramos no mercado notebook’s com placas de vídeo dedicadas com alta capacidade de processamento, uma das placas mais populares são as da NVidia, porém muitos usuários que compram pela primeira vez um notebook com placa de vídeo offboard, acabam imaginando que o seu funcionamento é como a placa de vídeo dedicada de um desktop por exemplo, que basta selecionar ela, plugar o cabo vga e pronto, estará utilizando essa placa para todos os programas.

Mas nos notebook’s não é bem assim, as placas dedicadas tem um funcionamento diferente, elas somente entram em ação quando realmente existe necessidade do processamento delas, como por exemplo para jogos, renderização de imagens etc, ou seja, não existe lógica por exemplo utilizar a placa offboard para navegar na internet por exemplo, afinal a placa de vídeo onboard vai suprir essa necessidade tranquilamente sem impactar no desempenho do equipamento.

Ou seja, não existe necessidade alguma de ativar a placa de vídeo offboard para todos os programas, seria um desperdício de recurso e energia, afinal a utilização da placa dedicada requer mais energia, e como isso o consumo da bateria do notebook por exemplo acaba aumentando diminuindo seu tempo de carga.

E esse processo da ativação da placa de vídeo offline no notebook, geralmente é automática, o equipamento reconhece a necessidade da utilização de mais recursos e a placa de vídeo dedicada é então ativa, porém é possível que o usuário também selecione os programas que devem fazer uso da placa de vídeo offboard, cada modelo de placa tem o seu facilitador, no vídeo abaixo é mostrado como é esse processo na placa de vídeo offboard da NVidia, confira.

Então é isso pessoal, se você é um novo usuário de um notebook com placa de vídeo dedicada, acredito que deva ter entendido a “lógica” do funcionamento da placa, por isso fica tranquilo(a), e não pense que seu equipamento tem algum tipo de problema somente pelo fato da placa offboard não funcionar para todos os programas do seu notebook, pois como explicamos não existe essa necessidade e não impactaria no desempenho final e somente iria gastar mais energia sem necessidade alguma.


Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *