Sindrome das pernas inquietas

|

Inúmeras pessoas sofrem desse mal que pode atrapalhar de forma significativa a qualidade de vida inclusive atrapalhando o sono.


Acredito que você já ouviu falar em sindrome das pernas inquietas não é mesmo?

Para muitas pessoas a sindrome das pernas inquietas é quando aquela pessoa esta sentada em algum lugar e parece não ter sossego, e fica balançando a perna a todo momento, se voce também acha isso referente a sindrome das pernas inquietas você esta completamente equivocado, não apenas você, pois eu também achava isso, porém após um amigo comentar a respeito, resolvi pesquisar na internet o que é realmente a sindrome das pernas inquietas, sintomas e tratamento, e segundo a wikipédia:

A síndrome das pernas irrequietas é um distúrbio neurológico do sono.

A síndrome das pernas inquietas é um distúrbio do sono em que a pessoa tem a sensação desagradável nas pernas antes de dormir, como se estivesse com as pernas com queimação ou com dores. Quando movimenta as pernas há um alívio desta sensação ruim. Muitas vezes a pessoa passa a ficar muito tempo – até muitas horas – movimentando as pernas para aliviar e com isto prejudica o sono.

Interessante não é mesmo? Nunca passou pela minha cabeça que tal sindrome estava relacionada diretamente com o sono.

E para quem deseja saber mais sobre o assunto, como causas, sintomas e tratamento recomendo o acesso e leitura das seguintes sites que tratam do assunto na internet:

sindromedaspernasinquietas.com.br
É um site que trás diversas informações sobre essa doença;

Drauzio Varella
Como todos sabem, o Dr. Drauzio frequentemente apresenta quadros no Fantástico relacionados a saúde e em seu site existe uma página exclusiva e destina a trazer informações sobre a síndrome das pernas inquietas;

Artigo acadêmico Unifesp
Este é um ótimo artigo acadêmico da Universidade Federal de São Paulo – Escola Paulista de Medicina, que também trás inúmeras informações sobre o assunto e pode servir também como referência para outros trabalhos e artigos escolares.



Navegue:
Um comentário

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *