Tem algo de errado no Brasil

|

Sinal como inflação, pouco investimento em infraestrutura, discursos otimistas e inúmeros outras fatores tem preocupado cada vez mais os brasileiros de que algo não vem em nossa economia.


Tirando os discursos otimistas do Ministro da Fazenda Guido Mantega quanto ao crescimento do PIB(produto interno bruto) do Brasil, e da Presidenta Dilma, que diz que o Brasil esta 300% preparado para uma eventual crise, tem-se a percepção de algo não esta certo em nosso país, e não precisa ser nenhum especialista em economia para isso, basta observar um pouco a nossa volta, os preços dos alimentos nos mercados sobem mês a mês, para não dizer semana a semana ou dia a dia, a inflação esta batendo a porta, e afetando a vida de todos.

interrogacaoApesar do crescimento da renda da população, e do aumento do número de postos de trabalho, especialmente com vencimentos de até 2 salários mínimos, o que percebe-se facilmente é que boa parte das famílias brasileiras encontra-se altamente endividada, com uma política de incentivo ao consumo e crédito farto.

Famílias que nunca tiveram acesso ao crédito hoje possuem diversas facilidades para obter um financiamento ou empréstimos, e como no Brasil a maioria da população tem muito pouca ou quase nenhuma educação financeira, acabam se empolgando com as facilidades do crédito fácil e entram em dívidas impagáveis ou acabam se endividando por décadas, e neste caso encaixa-se perfeitamente aquele velho ditado que diz: “quem nunca comeu doce quando come se lambuza”, ou seja, quem nunca teve crédito, quando tem acaba se endividando.

Além da questão do endividamento do brasileiro ser recorde nos últimos anos, temos outro cenário bastante preocupante, que é uma possível bolha imobiliária no Brasil, que é negada piamente por empresários da construção civil e profissionais do meio, como corretores, uma vez que uma possível crise neste setor irá impactar diretamente em seus negócios.

E a respeito desse assunto, também não precisa ser nenhum especialista em economia para concluir que os preços dos imóveis subiram de mais nos últimos anos, muitos dizem que essa alta deve-se a anos de estagnação do setor e a uma demanda reprimida, porém analisando os preços atuais dos imóveis, a população de mais baixa renda que sonha em ter um imóvel próprio e assim sair do aluguel, jamais conseguirá te-ló, nem que os financiamentos fossem de 50 anos, pois a sua renda, por mais que tenha subido nos últimos tempos não acompanha a alta que os imóveis sofreram.

Em resumo, acredito que tem algo de errado em nosso país, e só o tempo irá dizer o que de fato esta errado e realizar as suas correções, enquanto isso o melhor a fazer é se preparar para um período de grande turbulência e tempestades, e torcer que depois da tempestade venha a bonança.



Navegue:

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *